sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Huuummmmm!... O que se passará?!...

Refiro-me à subida do preço dos combustíveis. Neste momento acabam de ultrapassar a barreira psicológica do 1 USD por litro. Curiosamente, em Janeiro de 2008 o preço também era esse. Só que então o preço do barril era mais alto que agora: ele era então de 93 dólares. Agora está a 89,5 USD/barril.
A diferença não é grande mas mesmo assim fica-se com a desconfiança de que anda por aí alguma combinação de preços entre vendedores para empurrar o preço dos combustíveis para cima...
Esse "conluio" --- se existir, claro! --- não é necessariamente nacional --- que também poderá existir, claro... --- pois pode muito bem ser internacional. E isto é tão verdade para o país X como para o Y, para não falar no Z...

2 comentários:

joao disse...

Sendo um leitor interessado das entradas que publica frequentemente sobre a economia de Timor Leste, gostaria de deixar aqui um pequeno reparo em relação à sua última entrada relativa ao desalinhamento dos preços do combustível face ao preço internacional do petróleo.
Sugiro que o sr. dr. dê uma vista de olhos ao que se tem publicado na imprensa internacional relativamente à divergência dos preços cotados nos principais mercados mundiais (londres e Nova York), que ascendeu recentemente a 16usd , porque penso que estará aí a razão de ser da diferença que destaca no seu blog. De facto, o preço cotado nos estados unidos (NYMEX) é cada vez menos o benchmark da indústria (devido à acumulação de avultados stocks no ponto de entrega dos contratatos), tendo o mercado passado a utilizar como referência o preço de londres (Brent), que como se sabe cotou recentemente acima dos 100 USD, portanto bastante acima dos 93 que refere como base de comparação.
Não querendo obviamente defender com esta observação o comportamento dos revendedores de combustiveis, penso que uma análise baseada no indexante mais adequado (que no caso de Timor até deveria corresponder às cotações de Singapura) será sempre mais capaz de aferir correctamente o verdadeiro comportamento económico dos revendedores.

Manolo Heredia disse...

ou então é o pessoal da grana a vender acções, por desconfiar que vão baixar, e a parquear o dinheiro nas "commodities", com a vantagem de fazerem umas mais-valiazitas de caminho...
Mundo cão!