quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

A economia de Timor Leste segundo o FMI

Um estratégia financeira e económica para Timor Leste segundo o FMI:

Uma estratégia económica e financeira para Timor Leste: proposta do FMI. Comparem-se os valores das colunas para 2018 (já "amanhã"), 2022 (quando é suposto acabarem as receitas petrolíferas de Bayu Undan) e 2017 (dentro de 20 anos). Anotem-se, nomeadamente, as quebras nas despesas correntes e, PRINCIPALMENTE, nas despesas de investimento já que o Fundo considera que elas são as principais responsáveis pela redução do Fundo Petrolífero --- ainda por cima sem, segundo o Fundo Monetário Internacional, ser evidente a sua rendibilidade económica ou social. [NOTA: o FMI comete aqui um erro de palmatória que nenhum aluno meu se atreveria a cometer: não indica no quadro as unidades de conta... De um outro quadro deduz-se que os valores são em percentagem do PIB e não em USD)



Timor Leste tem taxas alfandegárias baixas comparativamente com outros países do Sudeste Asiático. Estas taxas proporcionam receitas reduzidas e acabam por ser um incentivo às importações e um "desincentivo" à produção interna --- é mais fácil importar água engarrafada (e a maior parte dos produtos) da Indonêsia do que produzi-la internamente...


Sector bancário de Timor Leste: poucos empréstimos (nomeadamente em relação aos depósitos) e caros, com uma diferença (spread) entre as taxas dos depósitos (baixas...) e dos empréstimos (altas  ) muito elevada!


sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Execução orçamental em fim de Outubro/17






Inflação em Timor Leste

Taxa de inflação anual, 2002-2016


Taxa de inflação em Setembro/2017


Previsão para a taxa anual de inflação de 2017 pelo FMI: 2%. 

A confirmarem-se os dados acima da Direção Geral de Estatística para as variações do Índice de Preços no Consumidor (CPI em inglês), vai ficar-se bem abaixo deste valor (0,4-0,5%?). 
Note-se que taxas baixas de inflação estão, por vezes, associadas a baixas taxas de crescimento do PIB. Se tal se verificar, a estimativa do FMI para o crescimento este ano (2017) de 4% parece ser (demasiado?) otimista. A ver vamos mas a quase estagnação da despesa pública em relação ao ano anterior não augura bons resultados neste domínio.

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Doing Business 2018 e posição de Timor Leste

O Banco Mundial acaba de publicar (http://www.doingbusiness.org/ ) o seu relatório anual Doing Business para 2018. 
Em 190 países estudados, Timor Leste está em 178º lugar, tendo descido 3 lugares em relação ao relatório de 2017.
Veja-se abaixo o essencial da informação disponível.
O relatório específico de Timor Leste está aqui: http://www.doingbusiness.org/~/media/WBG/DoingBusiness/Documents/Profiles/Country/TMP.pdf